domingo, 14 de maio de 2017

ESPECIAL ESPAÇO E GALÁXIA

274 visitasrecomendo!
SANTO ANDRÉ 2017

EXPLICAÇÃO ORIGINAL DO TELESCÓPIO HUBBLE










lua de plutão tirado da internet
fotos tirados da internet - telescópio hubble
 e novos estudos com telescópio James Webb




telescopio Hubble por cima do planeta Terra 
 IMAGENS ATUAIS DO ESPAÇO , NEBULA em atividade dos gases que fazem esse efeito de incandescente ...
POERA DE COSMOS
cometas passam 24horas dia sobre nossas cabeças
para avistar algum , apenas olhe para o céu a noite por
algumas horas , que começa a ver rastros de cometas , as vezes sentido 
Sul onde avistam mais cometas em trajetos parecidos   

atual nebula 2017
atual nebula 2017
Atual Nebula de 2017 Divulgada 
um corpo de gases em reação incandescentes 



IMAGEM DO TELESCÓPIO HUBBLE EM ORBITA

BURACO NEGRO , 
COLOCADO EM SOFTWARE , PARA MOSTRAR
 SUA TRAJETÓRIA FUNIL  
O BURACO NEGRO FOI QUESTIONADO VÁRIAS VEZES 
ATÉ HOJE NÃO SABEMOS O CERTO DE SUA EXISTÊNCIA
E PORQUE PODE EXISTIR OUTROS .
SUA COMPOSIÇÃO E TÃO COMPACTA QUE SOME RAIOS DE LUZ EM SEU INTERIOR , POR ISSO O NOME BURACO NEGRO (ANTI REFLETIVO)  

IMAGENS DAS ESTRELAS 1995
Nebula Poera Espacial 
1995-2015
mais uma vez , a Nebula
gases incandescentes do espaço, estudo de nuvem de gases Nebula  


fotos do tempo hubble 1998-2015
 imagem dentro de uma
 ou mais estrelas ,
 massa de gases que 
formão estrelas ...
IMAGEM DE UMA OU MAIS ESTRELAS,
 RAIOS DE ESTRELAS CRIADOS
 POR NUVENS DE GASES CAUSA FRICÇÃO ,
 RELATIVIDADE INCANDESCE CRIANDO LUZ
IMAGENS DO REFLEXO
 SOLAR ENVOLVENDO
 NOSSO PLANETA TERRA

IMAGENS DO ESPAÇO 
TIRADOR DE UM TELESCÓPIO
 COMUM  DO PLANETA TERRA 2016

 imagem de estrela
imagem de uma estrela e sua formação gasosa 

imagens atuais do planeta terra formação de gases (nuvens de água)

imagens de um buraco negro
distroi uma estrela e algo ao redor ,
a existencia de uma estrela tão pequena que se torna compacta 
resultando um local onde não escapa raios estelares,
para ter reação de luz precisa de movimento de gases
emite luz e existe a estrela...

FOTOS TELESCÓPIO HUBBLE

IMAGENS DO TELESCÓPIO JAMES WEBB
James Webb Space Telescope ou JWST é um projeto de uma missão não tripulada norte-americana da Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço (NASA), com a finalidade de colocar no espaço um observatório para captar a radiação infravermelha. O telescópio deverá observar a formação das primeiras galaxias e estrelas, estudar a evolução das galáxias, ver a produção dos elementos pelas estrelas e ver os processos de formação das estrelas e dos planetas.
O telescópio foi inicialmente denominado de Next Generation Space Telescope ou NGST. O termo "Next Generation" refere-se ao fato que se pretende que ele venha a substituir o telescópio espacial Hubble, pois após o seu lançamento, novas tecnologias foram desenvolvidas, permitindo construir o novo telescópio sob uma nova concepção.
Posteriormente o telescópio foi renomeado em 2002, em honra a um antigo administrador da agência espacial americana, James Edwin Webb, que liderou o programa Apollo, além de uma série de outras importantes missões espaciais.
Este telescópio tem a intenção de substituir parcialmente as funções do telescópio espacial Hubble. Ele deverá ter um espelho primário muito maior, com um diâmetro de 2,5 vezes maior ou uma área de espelho seis vezes maior, permitindo captar muito mais luz. O telescópio também deverá ter um melhor equipamento para captar a radiação infravermelha. Ele também deverá operar bem mais distante da Terra, orbitando no halo que constitue o segundo ponto de Lagrange L2.
O telescópio levará cerca de três meses para atingir a sua órbita final. O Ponto de Lagrange L2 está além da órbita da Lua e como não poderá ser atingido pelo ônibus espacial, o telescópio não poderá sofrer manutenção, devendo ter uma pequena vida útil, quando comparado com o telescópio Hubble.
A construção do telescópio deverá contar com a participação da Agência Espacial Canadense, da Agência Espacial Européia e da NASA.
Existe a previsão de lançamento do telescópio em Outubro de 2018.



FOTOS TIRADOS DE UMA AERONAVE DE 7 PÉS  

Configuração entre a superfície da Terra e o espaço sideral, com a linha de Kármán à altitude de 100 km (62 mi).
Camadas atmosféricas estão apresentadas em escala; objetos entre elas, como a Estação Espacial Internacional, não.
Espaço sideralespaço exterior ou simplesmente espaço é toda a área física do universo não ocupada por corpos celestes.[1] Esse ambiente constitui-se de um vácuo parcial contendo baixa densidade de partículas, predominantemente plasma de hidrogênio e hélio, além de radiação eletromagnéticacampos magnéticosneutrinospoeira interestelar e raios cósmicos. Sua temperatura média, definida a partir da radiação de fundo do Big Bang, é 2,727 K (−270,423 °C; −454,7614 °F)
IMAGEM DO ESPAÇO SIDERAL SERIA DO NOSSO PRÓPRIO PLANETA, UM REFLEXO DE COMO NOSSO PLANETA PRODUZ RELATIVIDADE PARA ILUMINAÇÃO LUZ PRÓPRIA , MASSA POLAR EM FLEXÃO COM POLOS DESTINTOS      
 GALÁXIA
NOSSO PLANETAGALÁXIA

NOSSO PLANETAGALÁXIA


REFLEXOS DE NOSSO PLANETA NO CORPO CELESTE ,
 ISSO DEDUZ QUE O ESPAÇO 
QUE VEMOS É PRÓPRIA MENTE
 O PLANETA TERRA REFLEXIVO.....